quinta-feira, fevereiro 9

CHÁ QUENTE #159

Vai fazendo caminho no PSD/A a tese de que o novo cargo de Representante da República pode, por alguma indefinição do seu âmbito material e formal, representar para a Região motivos de preocupação. A ideia, nunca por mim subscrita mas, primeiramente, por muitos expendida, de que estávamos perante uma figura residual começa a esfumar-se. Aos apressados «especialistas» do Direito Regional sucederam-se as vozes avisadas e experientes. Primeiro o Dr. Reis Leite na sua crónica de domingo passado "não há dúvida que vai ser importante na revisão do Estatuto Político e Administrativo o que se vier a fixar em relação à nova figura do Representante da República e até é pena que se tenha arrastado tanto essa revisão, ao ponto de agora ocorrer a posse do primeiro ocupante do cargo sem que tais questões estejam clarificadas" agora o Dr. Mota Amaral "o cargo de Representante da República é de grande dignidade, o que, de resto, fica sublinhado pela relevância das actuais competências. Pode-se afirmar, de alguma forma, que o cargo subiu de grau de importância. Pode mesmo ser considerado, quase, como um vice-presidente da República". Não serão por isso de estranhar as declarações de Costa Neves na defesa da necessidade de uma definição "quanto antes" das competências daquela figura. Se é verdade que também defendo essa necessidade, estranho, contudo, a opção do líder do PSD/A em preferir trabalhar em Lisboa com Marques Mendes no sentido de clarificar estas competências, "através da apresentação de uma proposta de lei na Assembleia da República", do que trabalhar sobre ela na Região, e na Assembleia Legislativa, mais propriamente na comissão para a revisão do Estatuto Político-Administrativo. Curiosamente, ou talvez não, para quem tiver interesse, o meu próximo artigo, já no prelo do DI, vai abordar em cheio esta temática...

5 comentários:

Voxx disse...

A razão é muito simples. Como já referi noutro comentário a ALR não é mais do que "um enorme vazio sem qualquer significado" mais vale pregar aos peixes.

Na Assembleia da Republica ao menos há sempre quem ouça, mais não seja a "verdadeira" Comunicação Social e o País ouve e lê.

gmarinho disse...

Caro Voxx
O problema é que o Sr. Neves prega de segunda a sexta a necessidade de valorização da Assembleia (ainda ontem o repetiu na audiência com Jaime Gama) e quando tem uma oportunidade para valorizar o debate político no parlamento regional vai fazer um número a Lisboa ...

Voxx disse...

Caro Marinho,

Pelo andar da carruagem se calhar (apesar de não concordar) eu tambem faria o mesmo.

Anónimo disse...

Best regards from NY!
» »

Anónimo disse...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it Large capacity ovens Jewelry jade jade earrings Botox migraine headache Dental insurances search Niisan parts and performance accessories - nissan auto parts auto navigation minnesota selects hockey tournament allegra drug facts director john ford Phentermine weight loss off of wellbutrin Free gifts zyrtec allergy medication Austin am 400 hepa filter for hm 400 allegra approved for faa or dotd use allegra andalusian mare Patanol for horses Auto alarm mb fda approved permanent hair removal lasers allegra boards umaxppc Allergic vitamins