quarta-feira, julho 16

CHÁ DAS CINCO #261

As melhores práticas, de novo. Na sequência da entrevista ao Expresso, deste sábado, o Ministro da Cultura voltou a afirmar que está a desenvolver contactos para negociar um acordo que visa a participação de empresas de construção civil que ganhem concursos de obras públicas na recuperação do património histórico português. O objectivo de Pinto Ribeiro é tornear a escassez de meios financeiros para a recuperação de património histórico nacional, através de sistema aberto à participação de empresas de construção civil e de obras públicas. Por este sistema, uma empresa a que o Estado adjudique uma obra pública pode realizar voluntariamente 1% do valor total dessa mesma empreitada num trabalho de recuperação de património. Estou convencido, certamente é muito melhor que patrocinar fogo-de-artifício ou a vinda de violas e brasileiras.

1 comentário:

Magui disse...

Pois quanto a mim, parece-me que os contornos levantam dúvidas... Os "contornos" do acordo entenda-se...;)