domingo, janeiro 28

É d'HOMEM #102


"...São períodos de grande exigência, até porque vivemos numa Região muito dependente dos Orçamentos Regionais e pobre em todos os capítulos, em que as pessoas se vendem - o termo é esse - por pouco e por nada”. Segundo o líder do CDS/PP-Açores, “isso acontece quer ao nível associativo, quer até ao nível individual”.
“Tudo isso dificulta a acção dos partidos de oposição, que não utilizam esses métodos, por uma questão de princípio, e que, mesmo que o pretendessem fazer, não teriam meios para isso. Como, nos Açores, há um número crescente de votos que são comprados e vendidos, estão no chamado mercado dos votos, os períodos eleitorais são muito difíceis”..."

Alvarino Pinheiro ao D.I. 28.01.07

3 comentários:

luis cabral disse...

O dr.guilherme enquadra-se perfeitamente nessa definição de "vendido" e o seu preço nem sequer é alto.
É o de poder passar 4 anos sem fazer nada de útil, lambendo os sapatos ao dono e postando inutilidades...
Pobre dr. guilherme, no dia em que a sua mama acabar!

ezequiel disse...

retira-se de onde, este mago da política???

Anónimo disse...

possivelmente do sítio em frente àquele de onde saem todos os rosinhas que comentam aqui