quinta-feira, junho 30

CHÁ QUENTE #78


Conforme o Diário Insular «O presidente da Fundação Luso-Americana para o desenvolvimento (FLAD) adianta que a instituição não mantém qualquer laço especial com a Base das Lajes... a FLAD é uma fundação portuguesa, com capitais próprios desde 1992, e que coloca todas as partes do País em pé de igualdade” Contudo é a própria FLAD que o desmente "A Fundação Luso-Americana é, desde 1992, financeiramente autónoma. Entre 1985 e 1991, no âmbito do Acordo de Defesa entre Portugal e EUA, recebeu do Governo Português dotações no valor de 85 milhões de euros. A rentabilização deste capital inicial permitiu que a Fundação, quase 20 anos após a sua constituição, tivesse alcançado um capital de 139 milhões de euros".

5 comentários:

carlos disse...

Um dos sintomas da "apagada e vil tristeza" da Autonomia açoriana é o ruidoso silêncio que aqui sempre se viveu relativamente à FLAD.
A coisa deve ser tão quente que até queima.

gmarinho disse...

..quente e opaca, mas certamente rentável para alguns. Será verdade que os silêncios compram-se?

carlos disse...

....meu caro homónimo Guilherme,

Eu diria antes que se arrendam.

Andre Bradford disse...

Eu gostava sinceramente de perceber de facto sobre o que estão a falar.

Anónimo disse...

Best regards from NY! spam blocker ferrware Outdoor aluminum sling patio furniture Plotters de impresion digital Email list web promotion Black woumen hardcore Jessie capelli hardcore Clay poker chips sale Miller central air conditioners Spam filters rules Debt management credit counceling