terça-feira, maio 31

PURO PRAZER #123


Ouve-me, Helena Almeida

Gozemos a vida, Lésbia, fazendo amor,
desprezando o falatório dos velhos puritanos.
A luz do sol pode morrer e renascer
mas a nós, quando de vez se nos apaga a breve luz da vida,
resta-nos dormir toda uma noite sem fim.
Beija-me mil vezes, mais cem;
outras mil, outras cem.
Depois, quando tivermos ajuntado muitos milhares,
vamos baralhá-los, perdendo-lhes a conta,
para que nenhum invejoso, incapaz de contar beijos tantos,
possa mau-olhado nos lançar.

Catulo

3 comentários:

Caiê disse...

Duvido que Safo tivesse grande vontade de beijar Catulo, mas é permitido sonhar... ;)

frosado disse...

sabes lá se o Catulo tb não era Catula!

Anónimo disse...

Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. » »