quinta-feira, setembro 18

CHÁ DAS CINCO #270

Curiosidades: Faltam 30 dias para as eleições regionais, e segundo um relatório das Nações Unidas, actualmente, quase 20% dos deputados nos parlamentos nacionais de todo o mundo são mulheres, a maior percentagem de sempre de envolvimento do sexo feminino na política. Globalmente, o número de mulheres com assento nas assembleias nacionais aumentou 8% na última década. Apesar disso, caso se mantenha este ritmo de crescimento, só em 2045 os sistemas políticos deverão atingir a chamada zona de paridade (40 a 60% de mulheres deputadas). Ora, o parlamento regional findou a VIII Legislatura com 11 mulheres Deputadas (8 do PS/A - 2 terceira e 6 são miguel - e 3 do PSD/A -1 são miguel, 1 terceira e 1 faial), o que, em 52 lugares, equivale a 21,15% (acima da média mundial - 17,7% - e dos países da OSCE - 20,3%, mas abaixo da média nacional - 28,3% - e dos países nórdicos - 41,4% - conforme mapa). Mas, projectando os resultados de há 4 anos, nas actuais listas de candidatos, verificamos que, no primeiro dia, apenas teriam assento garantido, na ALRAA, 8 mulheres (6 pelo PS/A -3 em são miguel, 2 na terceira e 1 em sta. maria - e 2 pelo PSD/A - 1 em são miguel e 1 em sta. maria), o que, em 57, equivaleria a 14,03%. Menos Deputadas em mais assentos? Estranho e contraditório. Estes juízos de prognose é que me matam...

8 comentários:

Anónimo disse...

Não percebi nada Dr. Guilherme.
Menos assento ou menos tino ?

nuno mendes disse...

pior ainda. uma das possíveis deputadas já disse que não tenciona ocupar o lugar o que, me parece, vai deixar o psd sem mulheres eleitas por s. miguel. não diz tudo, mas diz muito.

Anónimo disse...

por por por mulheres nas listas também não contribui para nada. E a democracia não ganha nada com isso. E das várias mulheres que compõem a lista do PS, muitas gostariam de ter o currículo da candidata do PSD...se não vai ocupar o lugar, ao menos sabemos que estará a trabalhar em prol de muitos cidadãos
uma observadora atenta

nuno mendes disse...

se a observadora fosse um pouco mais atenta facilmente concluiria que eu não estou a questionar a qualidade ou a competência da candidata.

Paula disse...

Tu tem tino nessas contas q eles lêem-te/analisam-te muuuito atentamente!!! lololol

beijokas

Paula disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rui Gamboa disse...

Pois, o importante não é a qualidade nem a competência das candidatas, o importante mesmo são os números.

Anónimo disse...

se importante é o número em detrimento da qualidade, já diz tudo em relação a um futuro...medíocre concerteza