terça-feira, março 4

CHÁ DAS CINCO #239

USA2008, actualização possível na 3.ªfeira mais democrata dos últimos meses

A sondagem nacional diária da Gallup continua a mostar uma vantagem de Barack Obama sobre Hillary Clinton, neste momento de 5%. Segundo as contas da CNN Obama terá mais 150 delegados do que Hillary, o que significa que, depois das suas 11 vitórias consecutivas, se vencer no Texas e no Ohio, será "game over" para a Sr.ª Clinton. Mas se Clinton ganhar Texas e Ohio, com poucos delegados de vantagem, como muitos prognosticam, teremos corrida quase até à convenção democrata, no Verão. O Texas e o Ohio representam 193 e 141 delegados, respectivamente.

No trend da Pollster para o Texas Hillary surge à frente de Obama com 47,6% vs 45,9%. Das últimas 8 sondagens divulgadas ontem a Senadora vence 5. Contudo na "poll of polls" da CNN para o Texas, Obama lidera com 47% vs 45% e com 8% de indecisos.

No trend da Pollster para o Ohio Hillary surge à frente de Obama com 49,6% vs 43,6%. Das últimas 9 sondagens divulgadas ontem a Senadora vence 8 e empata 1, e na CNN "poll of polls" para o Ohio, Clinton estava à frente de Obama, 48% vs 43%, com 9% de indecisos.
Para confundir ainda mais as coisas segundo sondagem (Zogby) divulgada, hoje, pelo The Houston Chronicle, Hillary lidera no Texas com 47% das preferências do eleitorado, contra 44% de Obama, enquanto no Estado de Ohio estão ambos empatados a 44%.
Por os números estarem neste yo-yo, dizem que a culpa é da incerteza do voto dos latinos, é que Estados pequenos como Rhode Island, com apenas 32 delegados, e Vermont, com 15, têm merecido tanta atenção. Todos os delegados contam. No primeiro, o trend dá vantagem a Hillary, 42% vs 37%, e no segundo vantagem a Obama, 57% vs 34%. Facto parece ser que, para o clã Clinton, se Hillary ganhar no Texas e Ohio, hoje à noite, certamente, conseguirá suster a marcha de Obama na Pennsylvania e, finalmente, poder demonstrar aos apoiantes de Obama que ela é quem merece a designação democrata por ter arrebatado todos os Estados mais populosos em disputa (Florida, Nova Iorque, Nova Jersey, California, Massachusetts). Neste momento a vantagem Clinton no trend da Pennsylvania é de 46,7% vs 34,9%, mas sondagens recentes já mostram diferenças de menos de 10%

Entretanto, cruzando os debates e a campanha, coisas estranhas vão acontecendo, primeiro, o que parece ser uma ingerência do Canadá no destino da eleição democrata ao colocar em cheque as posições de Obama sobre os acordos NAFTA, depois, um inusitado apoio republicano a Hillary como única forma de prolongar a campanha democrata. Vale tudo menos tirar olhos?

1 comentário:

OO disse...

Toda esta indefinição dos democratas só contribui para uma vitória de McCain, que ainda por cima, como se sabe, nem é tão republicano no sentido clássico e conservador; Mas se Hillary passa à fase seguinte, é provável que os seguidores de Barack e todos os afro-americanos NÃO votem nela, porque se há partido americano neste momento mais desligado de qualquer noção de unidade, é o Democrata