domingo, julho 3

CHÁ COM TORRADAS #72

«Quando nos anos 70, muitas das ilhas do arquipélago viram no turismo de massas um filão que lhes permitia enriquecer rapidamente, El Hierro mostrou-se mais circunspecta e optou por incentivar o sector primário», explica Javier Morales (…) um dos promotores do programa de desenvolvimento sustentável para a ilha, adoptado em 1997, que privilegiava um crescimento moderado e respeitador do ambiente e convidava a aplicar estes princípios ao desenvolvimento de todos os sectores de actividade da ilha, incentivando as energias renováveis, a agricultura biológica, o cooperativismo ou o turismo rural. Três anos depois, a ilha era classificada pela UNESCO de Reserva da Biosfera.
Tomás Padrón, presidente do Conselho Insular de El Hierro (…) explica que apostou no desenvolvimento sustentável muito antes de esta palavra estar na moda. «Era evidente», explica. «Tratava-se de resolver os problemas que a dupla insularidade nos coloca - estamos isolados simultaneamente da Península Ibérica e das outras ilhas das Canárias – tentando, acima de tudo, salvaguardar o nosso ambiente e as nossas fontes de rendimento tradicionais, como a agricultura e a pecuária.»

Ilha das Canárias só usa sol e vento, Courrier Internacional, 24 de Junho.

7 comentários:

Nuno Barata disse...

POis é. E nós a copiarmos os maus exemplos de Tenerife e Gran Canária ao invés de olharmos sériamente para o exemplo de El Hierro.

Francisco disse...

Infelizmente, o sistema energético de El Hierro arrasta-se em problemas há muitos anos...

gmarinho disse...

Ainda bem que apareces Francisco, o artigo a páginas tantas versa isto:
"O programa «El Hierro 100 por cento renovável» encoraja a utilização de painéis solares fotovoltaicos (que produzem electricidade a partir da radiação solar) e térmicos 8que produzem água quente), bem como a exploração da biomassa (produzida a partir da transformação da matéria orgãnica), e particular nas explorações pecuárias. O plano prevê igualmente a criação de um parque de hidroautocarros, ou seja, autocarros que utilizam o hidrogénio como combustível. Mas o projecto-vedeta do programa é uma engenhosa central «hidroeólica» que, combinando as energias do neto e da água, vai alimentar de electricidade as duas principais localidades"

...não será tempo de aplicar numa só ilha todos os projectos que a EDA tem fomentado nos últimos anos?

Andre Bradford disse...

Caro Nuno, desconfio que nunca estiveste em El Hierro. É que não tem absolutamente nada a ver com nenhuma ilha açoriana.
E - se bem que o Francisco pode responder a isto muito melhor do que eu - as Flores já têm, de facto e em projecto - condições para disporem de uma percentagem bastante elevada de energias alternativas.
Quanto ao Javier Morales, que tenho o prazer de conhecer há alguns anos, é um bem-intencionado entusiasta das "tecnologias verdes" e faz muito bem.

Nuno Barata disse...

Desconfias mal, estive em El Hierro em 1999. Bem sei que nada tem a ver com nenhuma Ilha dos Açores, nem é possivel fazer aqui o que foi feito lá. Mas por exemplo, não será o projecto das SCUT um projecto condenável por via do impacte ambiental? Haverá algum ambientalista, sério, isento que aprove tal "ideotice"?

Anónimo disse...

best regards, nice info alfa romeo 75 tuning phendimetrazine work bontril success story Cft 2224 parental control free bontril prescription information information

Anónimo disse...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it bedroom bondage http://www.kitchenbathroomremodelingvadc.info Internet safety parental control tatoo removal Seo discussion jeep dealer ritalin Didrex and sex Street and trip with gps locator debt solutions http://www.order-vicodin-online.info Cheap pre paid cellphone service plans comparison free black jack game Mazda 6 cold air intake mod chip performance Trade forex for a living Business card software free download Mother of the groom dresses acyclovir dose Sequence contact lenses